Redenexo.pt

Wireless - Introdução - Ponto a Ponto - Ponto Multiponto - Redes sem Fios - Comercialização Sist. Rádio

 

A Comercialização de Sistemas de Rádio não é simplesmente uma operação de compra e venda de equipamento de Rádio.
O equipamento Rádio, é apenas o componente mais “ilustre” deste tipo de Sistema de Comunicação que, na realidade, é composto por uma série de outros produtos, serviços e variáveis que merecem destaque, como veremos adiante.

Facto relevante que se observa, neste tipo de comercialização, é exactamente a confusão que muitos dos potenciais clientes fazem ao entenderem o preço do Rádio em si como sendo o preço do Sistema de Rádio, ou, quando muito, pensarem que o valor de um Sistema completo represente apenas algum custo adicional ao preço do Rádio. Infelizmente, em alguns casos o cliente é induzido a pensar desta forma posto que algumas publicações, “puramente comerciais”, destacam o produto, e principalmente seu preço, caracterizando-o como artigo de prateleira e dando pouco ou nenhum destaque ao Sistema em si.

De qualquer forma, importante é estar-se atento a tudo aquilo que compõe um Sistema de Rádio e que, apesar de aparentar complexidade aos olhos do cliente, não deve ser visto como dificuldade, tratando-se, apenas, de variáveis relevantes que devem ser levadas em consideração, pois representam um factor decisivo na tomada de decisão.

O presente documento tem por objectivo orientar o potencial cliente neste sentido e,  para permitir uma visão mais ampla, o seu desenvolvimento procurou basear-se  em Sistemas de Comunicação à Distância, ou seja, entre pontos geográficos distintos, formando uma WAN, onde se verificam todas as variáveis possíveis.

Posto isto, passamos, então, à apresentação das referidas variáveis na implantação de um Sistema de Rádio. São elas:

     ESTUDO DE VIABILIDADE: O estudo de viabilidade compreende, a realização de levantamento no local para se determinar a existência, ou não, de um campo visual aberto entre os pontos a serem interligados, o que significa dizer que as futuras antenas do Sistema de Rádio deverão estar em linha de vista não podendo existir qualquer tipo de obstáculo entre elas, como morros, vegetação ou construções. Este levantamento pode ser bastante simples, para os casos em que seja possível apenas uma observação a olho nu, ou com auxílio de binóculo, o que pode ser  executado pelo próprio cliente.

Para estes levantamentos é realizado um site-survey onde uma equipa especializada, munida de equipamentos e instrumentos específicos, é enviada ao local para levantar as informações para o estudo de visada e cálculo de viabilidade do Sistema. De qualquer forma, o objectivo final é saber da existência, ou não, de campo visual aberto entre os pontos a interligar e procurar determinar, se por acaso não existir esse campo visual aberto, alternativas que possibilitem a implementação da solução, como seja a utilização de repetidores ou de links ópticos.

     PROJECTO: O projecto do Sistema é composto por uma memória descritiva, a relação dos equipamentos e materiais e os dados do estudo de viabilidade.
     EQUIPAMENTO DE RÁDIO: Equipamento de rádio propriamente dito e que, na maioria das aplicações, utiliza-se duas unidades objectivando a formação de um link.
     SISTEMA IRRADIANTE: Sistema composto por antenas e cabos, e que apresentam valores diferentes em função do tipo de antena a ser utilizado (Yagi, omni, parabólica), bem como da quantidade de cabo a ser utilizada. A definição destes dados é fundamental para o correcto desempenho do Sistema.

     SISTEMAS DE PROTECÇÃO: Sistemas compostos de protectores contra descargas atmosféricas, a serem utilizados tanto para a alimentação como para o cabo RF.
     
TORRES E SHELTERS: Itens de difícil previsibilidade de custos, só definidos após estudo de viabilidade, a necessidade de torres, principalmente, pode chegar a condenar um projecto, devido aos altos custos dados em função de alturas e modelos. Já os Shelters (abrigos) são pequenas construções em alvenaria executadas próximas às torres, para abrigar o(s) Equipamento(s) de Rádio e módulos de protecção. Tanto as torres como os Shelters são considerados num projecto, quando não se tem a possibilidade de aproveitamento de outras infra-estruturas existentes.
     
REPETIDORES: Um estudo de viabilidade pode determinar a necessidade de implantação de estações repetidoras, quando for necessário contornar algum obstáculo que inviabilize o link directo, ou quando a extensão do link assim o exigir. A sua implementação pode exigir uma série requisitos, tais como a locação de terrenos, ou de espaço em alguma torre ou edificação existente, implantação de torre específica, com Shelter e, até, energia solar se não houver energia no local. Evidentemente, a implantação de repetidores merece atenção especial, principalmente pelo facto de que a obtenção de espaços (terrenos, edificações e torres de terceiros) costuma ser bastante difícil e pode significar custos adicionais de aquisição ou locação de imóveis, onerando os custos do o projecto. A Redenexo faz a implantação de estações repetidoras e, além disso, pode apresentar, no estudo de viabilidade, opções de localização geográfica que, eventualmente, facilitem a obtenção de espaços por parte do cliente.
     LINKS DE EXTENSÃO:  Em muitos casos não é possível estabelecer um campo visual aberto entre os pontos a serem interligados via rádio, ou porque os  prédios se encontram-se em local de cota inferior, ou porque estão cercados por vegetação densa, enfim, dificuldades que, eventualmente, dentro do estudo de viabilidade, podem ser contornadas através da implantação de pequenos links de extensão. Estes links, normalmente executados em fibra óptica, nada mais são do que uma extensão da rede do cliente, que permite interligar o Sistema de Rádio, que fica instalado num ponto próximo e mais elevado do terreno (pequenos morros ou outros prédios mais altos), e a rede propriamente dita . A implantação destes links  pode ser feita inteiramente pela Redenexo ou em parceria com o cliente, que normalmente costuma assumir a parte de infra-estrutura, como instalação de postes ou abertura de valetas e caixas de passagem.

CONCLUSÃO: Como constatado, fica extremamente difícil precisar o valor de um Sistema de Rádio. São muitas as variáveis a considerar. Não se deve no entanto ver estas variáveis como obstáculos, mas como importantes requisitos que devem ser levados em consideração caso se queira realmente uma solução profissional e que garanta a satisfação plena do cliente. Entendemos tratar-se de uma excelente opção, e por isto esta pequena abordagem sobre a sua comercialização para aqueles que se interessam por ela.

Desenvolvido por João Assis
Todos os direitos reservados © 2007 Redenexo